redes sociais
Conheças as 5 redes sociais mais queridas pelas empresas brasileiras
dezembro 29, 2017
chats
WhatsApp, Messenger, SMS e outros chats são os canais mais eficientes na comunicação entre marcas e consumidores!
janeiro 3, 2018

O famoso “jeitinho brasileiro” ataca novamente! A compra e venda de likes e seguidores transforma pessoas “comuns” em influenciadores digitais e cria uma nova oportunidade para marcas que desejam investir pouco e aumentar o alcance de suas campanhas nas redes sociais.

“Troco ‘likes’, compartilho e sigo de volta”. Estas tornaram-se expressões bem comuns para um pessoal que descobriu como fazer dinheiro, apenas tornando-se populares nas redes sociais. Os chamados INFLUENCIADORES DIGITAIS são a nova aposta de várias marcas que viram nessas pessoas uma oportunidade rentável de divulgar suas campanhas, sem precisar investir pesado em mídias tradicionais. Com muito seguidores, esses perfis garantem um alcance interessante nas redes sociais.

Influenciadores digitais, como ser?

Por mais que pareça simples, virar um influenciador não é do dia para a noite. Não basta apenas ter números impressionantes, mas um engajamento constante e considerável em suas publicações. Muitas pessoas desistem no meio do caminho, já que não é fácil conquistar toda essa popularidade. Contudo, a venda de curtidas, seguidores e comentários no Instagram, Facebook e Twitter tornou-se uma solução alternativa para quem deseja alcançar tamanho pedestal.

A demanda faz o mercado

É muito fácil encontrar o serviço. Na internet existem diversos desenvolvedores que fornecem esses números. É possível encontrar pessoas vendendo até 40 mil seguidores no Instagram, por uma bagatela de R$ 1.200,00; no YouTube, vale R$ 7.000,00 o maior pacote de views.

Se engana aquele que pensa se tratar apenas de perfis “fakes”. Os fornecedores garantem que são pessoas reais, a maioria vindos da sua base de fãs pessoal, com mais de 100 mil usuários.

→ Resultado de muito esforço e trabalho!

No caso acima, parece que não configura ação ilícita. Já quando a compra e venda de likes e seguidores veem de perfis falsos essa prática pode sim ser passível de ação judicial e conferir atividade ilícita. Sendo assim, a rede social pode tomar algumas medidas, como foi o caso do Instagram e Facebook, que excluiu muitos perfis falsos da sua rede.

Soluções rápidas não garantem resultados duradouros

Mesmo assim, a compra e venda de likes e seguidores continua funcionando. Cresce cada dia mais o número de influenciadores digitais, e consequentemente, a quantidade de marcas pagando para terem seus produtos e serviços divulgados nesses perfis. Porém, fiquem atentos, pois existem mecanismos que identificam esses “perfis inflados”, assim como marcas que já entenderam que o valor está no resultado, e não nos números!

Para conquistar um resultado real e duradoura, tanto marcas quanto as pessoas que desejam se tornar influenciadores digitais, devem ter em mente que é preciso esforço e tempo. Alcançar um crescimento orgânico, através de conteúdo interessante e boas práticas de SEO garante, não só bons resultados expressos em números, mas uma audiência ansiosa para ver o que você tem a mostrar e um posicionamento sólido e autêntico na internet. Pense nisso!

 

→ A P12 Digital é mais que uma agência de comunicação. Somos uma empresa que evidencia marcas, conecta pessoas e apresenta resultados. Aqui, fazemos sites, e-commerces, blogs, produzimos conteúdo, criamos identidades e colocamos sua marca no Google e nas redes sociais. Fale conosco: ✆ (11) 4107-5077 | Whats: 9 4734-3917

Os comentários estão encerrados.